Nota da Bancada do NOVO na Câmara dos Deputados sobre a soltura do ex-presidente Lula

8 de novembro de 2019

A bancada do NOVO na Câmara dos Deputados repudia veementemente a soltura do ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, ocorrida na tarde de hoje. Esse é o primeiro efeito negativo da decisão do Supremo Tribunal Federal que impediu a execução da pena após a segunda instância.

Condenado a oito anos e dez meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-presidente foi julgado por três instâncias do Judiciário brasileiro, não restando dúvidas quanto à autoria de tão graves crimes.

O NOVO defende um combate implacável contra a corrupção e a impunidade e defenderá que condenados em segunda instância iniciem imediatamente o cumprimento da pena. Esse é anseio de milhões de brasileiros que hoje convivem com a sensação de insegurança potencializada pela liberdade do ex-presidente.

A soltura de Lula é a prova cabal de que a decisão do STF beneficia criminosos de alto escalão, de colarinho branco, deixando a população mais pobre a mercê da própria sorte.

Na Câmara do Deputados, os parlamentares do NOVO estão trabalhando em propostas legislativas que possam reverter esse quadro e vai obstruir todas as votações do Plenário, em conjunto com o PODEMOS, o CIDADANIA, o Partido Verde e outros deputados independentes, até que uma proposição pela prisão após condenação em segunda instância seja aprovada.